sábado, 18 de outubro de 2008

Santo André, metonímia brasileira


Eu sei que esse assunto já está por todos os cantos, mas resolvi repetir o óbvio por aqui também para, quem sabe, colaborar com uma "google bomb" espontânea...

A situação é toda tão absolutamente ridícula que nem sei por onde começar a escrever...

Tem-se, por exemplo, a "devolução" de uma refém (ser maior ou menor de idade é irrelevante) ao seqüestrador... Como assim? E, como desculpa para este ocorrido lamentável, estão dizendo que a garota "não era refém, pois poderia sair a hora em que bem entendesse"...

Até parece. Ninguém parou para pensar com que tipo de pessoa estavam lidando? O cara, quando tinha 19 anos, começou a namorar a menina quando ela tinha 12! Meia dúzia de voltas ao redor do Sol, apenas! Isso era o que, um retorno à Idade das Trevas? Ou seja, para o cara ter interesse numa garotinha, ele certamente não "batia bem"... Agora, o indivíduo com 22, e a garota com 15... Terminam... E a criatura, ao ver que a garota tinha adicionado um colega de sala no Orkut (maldita inclusão digital!), pega duas armas, muita munição, vai até a casa da menina, mantém a garota e os demais adolescentes que lá estavam como reféns e, claro, quebra o modem dela, como "vingança"!? Que ser patético...

Patético também foi o tempo que isso tudo durou... Foram uns 4 ou 5 dias... O seqüestrador ficou esse tempo todo sem dormir, e alguém ainda achava que conseguiria negociar com ele nesse estado? Acharam que um maluco imbecil se tornaria mais razoável que o normal dele após 5 noites sem dormir? Não dá para acreditar que alguém tenha tido tal tipo de "idéia brilhante"...

E, falando em negociação, outra palhaçada foram emissoras de televisão e afins telefonando para a casa da garota para "ajudar nas negociações"... Em troca de audiência, arriscaram a vida de pessoas que estavam reféns de um doido! Tudo por uns pontos a mais de IBOPE! São tão assassinos quanto quem puxou o gatilho... E o pior é que nada vai acontecer com os responsáveis por esses programas ou com os "negociadores" das emissoras... Obstruir (ou sei lá qual termo usar) trabalho policial não é crime?

Muito pode se falar mal da sociedade americana, mas lá nos EUA essa situação não teria tido esse desfecho... Lá, tentariam negociar com o louco durante algumas horas... Porém, depois de a ordem de grandeza do tempo de medição do evento ter mudado (de "horas" para "dias"), certamente não haveria mais negociações... O assassino deu uns disparos para fora do apartamento, algumas vezes... Para isso, ele teve que chegar na janela... E, lá nos EUA, nesse momento, um atirador de elite teria explodido a cabeça dele e pronto, final feliz! Mas aqui, em Bananópolis, isso não pode ser feito, pois os criminosos são todos "coitadinhos" (antes que apareça algum Teletubbie aqui para reclamar, não estou aqui me referindo a pessoas que roubam comida para sobreviver, e sim a monstros que saem de casa com o intuito de matarem outras pessoas, por exemplo)... O ridículo é tamanho, que a polícia tem que ficar se justificando o tempo todo, dizendo que só usaram armamento não-letal; que só entraram no apartamento porque ouviram os disparos lá dentro, e etc.

E não pára aí: em determinado momento, ainda surgiu por lá uma "autoridade" qualquer que foi lá para "garantir a integridade física do seqüestrador"! E quem garantiu a integridade física da coitada que levou um tiro na cabeça que a deixou com o cérebro vazando? E da outra menina, que teve a "sorte" de ter sido baleada apenas em locais não críticos (sendo que a coitada nem deveria mais estar lá...)? É sério, isso já extrapolou todas as escalas... Não é mais ser "solidário, sustentável, inclusivo e carbono zero"... Não é mais ser "politicamente correto"... Não sei nem classificar o que isso seria... Não pode ser só a simples falta de vergonha na cara...

O pior é que o "pobrezinho" do assassino vai ficar preso no máximo por 30 anos... Isso, é claro, se ele pegar a pena máxima... Afinal, como algumas psicólogas já estavam falando, depois da tragédia consumada, ele era "só" alguém que perdeu o controle porque estava "muito apaixonado"... "Coitadinho"...

Não vou estranhar se daqui a uns 5 anos, esse monstro virar "herói" do cinema nacional, como aconteceu com o seqüestrador do ônibus 174... "Só" apagaram do filme a mulher que acabou morta por conta do seqüestro, mas quem se importa? Afinal, o assassino é a "verdadeira vítima", e a vítima de verdade aparecendo só tiraria a poesia da história, não é mesmo? Mas vai ser um "desafio criativo" para os roteiristas e diretores apagarem da história a vítima do Lindemberg, afinal, ele só foi lá porque a garota, sua ex-namorada, como já dito, adicionou um colega de classe num site de relacionamentos na "séria" Internet...

E, considerando-se a Justiça brasileira, para tornar tudo ainda mais tragicômico, vão acabar dizendo que a culpa disso tudo é do Orkut, e o Google vai ter que pagar indenização não só para a família das vítimas, como também para o criminoso!

Cadê o Código de Hamurabi quando se precisa dele? Aquilo, sim, é que era Lei...

P.S.: É verdade que o Código de Hamurabi precisaria de algumas adaptações, não só à sociedade moderna, mas também porque ele ainda é muito tranqüilo (olho por olho e dente por dente, só, não funciona; tem que ser pior que isso), mas depois de algumas alterações "leves", ficaria ótimo!

4 comentários:

small bulldozer disse...

what happened to the other one?

loader buckets disse...

ok. I found an information here that i want to look for.

excavator rentals disse...

when will you go online?

Anônimo disse...

Concordo com o texto. Atiradores de elite só pra receber salário é uma piada! Mas "bananópolis" e "teletubbie" não tem preço!!!